No dia do aniversário do Vasco, torcedores fazem protesto na porta de São Januário

No dia em que comemora 123 anos de fundação, com celebrações internas de dirigentes e funcionários dentro de São Januário, no lado de fora do estádio, torcedores organizados protestavam pela má fase do clube, inclusive, pedindo a saída de Jorge Salgado, presidente do clube.

Alexandre Pássaro, diretor executivo de futebol do Vasco, também foi criticado pelos manifestantes, em razão da promessa feita por passaro, dizendo que o clube recebia um aporte de R$70 milhões de investidores. Na última semana, o Salgado disse que a pandemia e a instabilidade dentro do Vasco politicamente, atrapalharam a negociação.

A celebração do aniversário do clube começou com o hasteamento de bandeiras, seguida de um café da manhã com vice-presidentes e outros funcionários presentes.

A programação das celebrações foi reduzida em razão do momento do clube na Série B. Uma live com roda de samba em forma de comemoração, foi cancelada.

Gostaria de agradecer a presença de todos que vieram celebrar o aniversário de 123 anos do Club de Regatas Vasco da Gama. Iremos começar as comemorações hasteando as bandeiras e depois haverá um café da manhã junto aos funcionários. Às 8 horas haverá uma missa na capela de Nossa Senhoras das Vitórias e depois seguiremos rumo a Caxias, onde iremos inaugurar a expansão do nosso Centro de Treinamento da Base“, disse Salgado.

O Vasco entra em campo neste sábado, às 19h (de Brasília), para enfrentar o Operário, no estádio Germano Krüger, no Paraná, pela 20ª rodada da Série B.