Sócios do Vasco garantem venda das ações do clube para a 777 Partners

Neste domingo (07), ocorreu a Assembleia Geral Extraordinária, para definir a aprovação da venda das ações do Vasco para a 777 Partners, empresa de investimentos que atua em diferentes setores, no final, aproximadamente 80% dos associados votaram a favor do grupo com sede nos Estados Unidos se responsabilizar pelo futebol do clube, implementando a SAF (Sociedade Anônima de Futebol).

A votação foi iniciada às 10h da manhã e foi até as 22h, os sócios aptos a votar poderiam escolher entre o voto remoto e o presencial, na Sede do Calabouço, localizada no centro do Rio de Janeiro. Poucos antes do evento chegar ao fim, diversos vascaínos já estavam no local que recebeu os votos presenciais, na expectativa da aprovação da compra do Vasco.

Torcedores do Vasco celebrando a ida do gigante da colina para a 777. Crédito: Reprodução/Vasco

Após doze horas, o presidente da Assembleia Geral discursou para os torcedores presentes e anunciou o resultado: dos 6.835 sócios aptos, 4.907 participaram da votação, destes, 3.898 optaram pela criação da SAF e da ida das ações do cruzmaltino para a 777, equivalente a 79,44% dos votos.  976 (19,89%) foram contra, 18 anularam (0,37%) e 15 votaram branco (0,31%).

O grupo estadunidense adquiriu 70% da equipe carioca, os outros 30% continuam sobre a posse da diretoria, porém a porcentagem já é suficiente para investir no futebol, masculino, feminino e da base. Para alcançar a maioria das ações, a empresa investirá um total de R$ 700 milhões no Vasco, valor que será usado em um projeto a longo prazo, envolvendo futuras contratações e quitação de dívidas.

Nota da 777, lançada após a venda das ações. Crédito: Divulgação/777.

Em março, foi antecipado uma quantia de R$ 70 milhões, até o fim do ano, mais R$ 122 milhões serão injetados. A 777 passará a controlar o departamento de futebol do gigante da colina a partir desta segunda (08).